fbpx

Como tratar o Bruxismo?

No post anterior sobre bruxismo e as dores e incômodos que ele pode te causar. Se você não leu, clique AQUI. Vale a pena a leitura e você vai entender melhor o conteúdo deste post. Aqui, vamos falar como tratar o bruxismo.

O Diagnóstico

Como eu falei no post anterior, o bruxismo é uma consequência direta dessa vida corrida e estressante que temos vivido. Os pacientes chegam ao consultório relatando dores na região da cabeça e pescoço ou às vezes vêm indicados de médicos otorrinos que sabem que a dor de ouvido pode ter relação com a mordida. Quando pergunto aos meus pacientes se eles têm um estilo de vida estressante, se consideram preocupados, ansiosos, nervosos, estressados, a resposta é sempre “Sim”, com um certo espanto, como se eu tivesse lido a mente deles!

Daí eu explico tudo que foi dito no post sobre bruxismo e falo sobre o tratamento. O script começa assim: “Olha, você tem de arrumar um jeito de diminuir a carga de estresse da sua vida…” É cômico porque nem eu, que também tenho bruxismo, consigo! Mas como profissional, eu tenho de dizer, né? Mais a frente eu conto sobre o que eu faço para tentar reduzir o meu bruxismo.

Mas o primeiro passo pra se tratar o bruxismo é desacelerar mesmo. Descobrir o que deixa a gente preocupado, ansioso, nervoso, irritado… Não é fácil, mas descobrir o que deixa a gente nesse estado já ajuda pois a gente pode pelo menos tentar tomar algum tipo de providência, de atitude ou tentar lidar melhor, caso a gente não tenha como resolver tal situação. Estudos apontam que só o fato da gente tomar ciência do que nos deixa preocupados, já diminui em até 30% os sintomas de dor advindos do bruxismo.

Como eu faço

A segunda coisa que ajuda, e nesse caso eu falo por experiência própria, é fazer atividade física. Quando eu me descobri com bruxismo e com dores de cabeça fortes, principalmente pela manhã, resolvi voltar a fazer atividade física, pelo menos 5x por semana. Em 15 dias eu já não sentia mais dor alguma na região da cabeça ou pescoço.

Parece que quando fazemos atividade física e trabalhamos, a noite o corpo fica tão cansado, querendo descansar, que não tem energia nem pra ranger os dentes. Para mim funciona, sem falar de todos os outros benefícios que atividade física traz. Claro que tem dias que não tem jeito, eu me pego com a boca toda travada. Aí, nesses dias, eu uso a placa de bruxismo, que vamos comentar daqui a pouco.

Falando de Saúde Mental

Em aluns casos, temos que procurar ajuda de outros profissionais: psicólogos, terapeutas e psiquiatras. Eles podem nos ajudar a lidar melhor com nossos sentimentos e angústias para que possamos diminuir o nosso nível de tensão. Ás vezes, esses profissionais precisam também lançar mão de medicamentos para diminuir o nível de ansiedade. Não é vergonha nenhuma procurar esse tipo de ajuda. Não subestime a avaliação de um profissional, nem tenha preconceitos com terapias medicamentosas. Elas podem te ajudar a melhorar sua qualidade de vida.

E falar de saúde mental, nos dias de hoje, é fundamental. O mundo mudou e cobra muito de nós. Encontrar o equilíbrio é difícil e buscar formas de nos conhecer, aceitar nossas fraquezas e buscar sermos ser humanos melhores é primordial. Buscar ajuda quando não se consegue lidar com os obstáculos que a bida nos impõe não é sinal de fraqueza. Pelo contrário! Não deixe de buscar ajuda com família, amigos e profissionais. O nosso psicológico é intimamente ligado ao nosso físico.

Onde o Dentista Pode Me Ajudar?

Mas estou com dor e até começar esse processo de desaceleração, queremos que ela vá embora o mais rápido possível. Aí que entra a placa de bruxismo ou mio-relaxante. O intuito dessa placa é proteger as estruturas da boca (osso, dente e gengivas) ao mesmo tempo impedir a contração total das fibras musculares da face e cabeça e pescoço, impedindo também a compressão das estruturas da ATM (Articulação Têmporo Mandibular) que levam a dor.

Materiais usados para a confecção

Infelizmente, alguns profissionais confeccionam essas placas para o paciente com acetato ou silicone, ambos materiais macios. Se você tem bruxismo e usa uma placa dessas, a tendência é que você fique apertando ou rangendo cada vez mais, pois o fato da placa ser maleável ela não protege as estruturas da cabeça e pescoço e pode piorar ainda mais a dor. E você pode ter um aumento de atividade muscular devido essa maciez. É como se você quisesse morder mais a placa, até ela furar!!
A placa tem de ser feita de acrílico, que é um material rígido. Assim, todas as tensões geradas na boca vão para a placa. Por ela ter uma espessura de aproximadamente 4mm, ela impede que as fibras musculares se contraiam totalmente e entrem em fadiga causando aquela sensação de “boca cansada”. As estruturas da ATM não são comprimidas porque esta mesma espessura de placa impede que os ossos da mandíbula e do crânio pressionem a cartilagem que existe entre eles. Esse vídeo pode te ajudar a entender o processo.

Resultados com o uso da placa

Com o uso regular da placa, você vai começar a sentir a diminuição da dor até ela desaparecer por completo. O tempo varia em cada pessoa. Eu peço a meus paciente s que usem a placa por no mínimo 6 meses direto. Nesse tempo eles vão conseguir perceber que algumas noites eles vão pressionar muito a placa por estarem mais nervosos e em outras noites nem vão apertá-la, pois estão mais relaxados.

A placa não vai fazer você parar de ranger. Ela vai apenas proteger as estruturas dentais, ósseas, musculares e articular. O que vai fazer você parar de ranger é a sua mudança de hábitos, buscando uma melhor qualidade de vida.

Pode ser que seu bruxismo desapareça depois de um tempo ou depois que uma situação estressante que ocorria a tempos se resolveu, e aí você não tem mais a necessidade do uso e pare de usar a placa. Mas você pode voltar a ranger novamente e aí precisar de usá-la de novo.

Nesse caso, você deve voltar ao dentista para que ele avalie se dá pra usar a placa que você já tinha ou se ela necessita de alguns ajustes. Pode ser que seus dentes se movimentem e a placa não encaixa mais na arcada. Se isso ocorrer, uma nova placa precisa ser confeccionada. Ela pode ter de ser reconfeccionada pois com o uso, ela se desgastou sua espessura diminuiu, não mais protegendo as estruturas biológicas.

Em alguns poucos casos, o bruxismo é tão severo que temos que entrar também com ajuda fisioterápica e até administração de relaxantes musculares pra diminuir a dor. Nesses casos, precisamos encaminhar o paciente para um dentista especialista em Disfunção Têmporo-Mandibular. Ele vai fazer uma análise minuciosa do caso e estabelecer um tratamento mais a longo prazo que envolve uma gama maior de procedimentos e profissionais envolvidos.

Uso de Botox

Hoje em dia têm se falado muito no uso de botox para o relaxamento da musculatura da face para amenizar os sintomas do bruxismo. O especialista em DTM é o melhor profissional para indicar esse tipo de intervenção. É importante dizer que os efeitos do botox são temporários. Ajuda enquanto a toxina está ativa no músculo. Quando ele perde o seu efeito, você pode voltar a sentir incômodos. Você pode também reaplicá-lo caso você tenha sentido conforto.

Minha experiência com a toxina botulínica

Quando fiz um curso de Harmonização Oro Facial, fui “cobaia” para a aplicação de botox na região do músculo masséter e temporal, músculos faciais mais acometidos no bruxismo. Um dia após a aplicação, senti um conforto maior ao dormir. O efeito do botox é melhor sentido depois de 15 dias de aplicação. O efeito foi muito bom para mim e senti conforto por uns 5 meses. Recomendo a aplicação como paciente. Ainda não aplico a toxina em meus pacientes, mas é um projeto futuro estudar e ter mais segurança e conhecimento para oferecer aos meus pacientes.

Mas ainda acho que vale a pena cuidar da mente como forma principal de controle do bruxismo.

Concluindo

O Bruxismo é um problema físico, consequência de um fator psicológico, difícil de resolver, mas tem como amenizar os sintomas dolorosos ao máximo. A compreensão e participação do paciente no processo de cura é primordial!

Esse assunto rende muitos posts, mas o intuito aqui é informar pra que você possa procurar ajuda e deixar com que o profissional que te atenda estabeleça o melhor plano de tratamento para o seu caso. Espero ter te ajudado.

2 Comentários

  1. Avatar Karina disse:

    Quanto custa uma placa dessa mais ou menos ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *